Guarulhos Empresas

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Home Esporte Futebol São Paulo vence corinthians por 3 x 2 apesar de zagueiro azarão

São Paulo vence corinthians por 3 x 2 apesar de zagueiro azarão

Paulistão 2014 - São Paulo e Luis Fabiano encerram jejuns em clássicos e deixam o Corinthians em suas mãos.

Confira e assista aos gols!


O São Paulo não vencia um clássico havia 12 jogos, seis deles contra o Corinthians. Já Luis Fabiano estava na seca contra os grandes clubes paulistas, e contando: chegou a 919 minutos sem fazer um gol. Mas neste domingo, em pleno Pacaembu lotado e contra o maior rival, o time de Muricy Ramalho se redimiu: 3 a 2, com direito a golaço de Paulo Henrique Ganso, Fabuloso deixando sua marca e Rodrigo Caio como herói improvável do dérbi. E a vitória ainda apagou o que foi um jogo desastroso para o zagueiro Antônio Carlos, autor de dois gols contra.


A situação do Corinthians no Campeonato Paulista, faltando duas rodadas para o final da primeira fase, está nas mãos exatamente do São Paulo. Com 20 pontos, está dois atrás do Ituano na briga pela segunda colocação do grupo B, e a equipe de Itu visitará o clube do Morumbi na próxima rodada. O time alvinegro tentará a recuperação diante do Penapolense no interior de SP.


Antônio Carlos abriu o placar ao tentar cortar um cruzamento, furar e a bola bater em seu pé esquerdo. No entanto, o São Paulo empatou com um chute impressionante de Ganso, a quem sempre Muricy Ramalho cobrou mais presença. Na etapa final, aos 10, Douglas fez linda jogada pela direita - driblou dois corintianos com apenas um toque -, rolou para Pabón, que cruzou para Luis Fabiano acabar com seu jejum. Foi então que o zagueiro camisa 4 são-paulino voltou a aparecer: Guerrero invadiu pela esquerda, chutou para o meio da área, e Antônio Carlos empurrou contra a própria rede.


O São Paulo, no entanto, não se acomodou com o empate. Osvaldo cruzou da esquerda no segundo pau, e o zagueiro Rodrigo Caio, de cabeça, deu fim à zica do São Paulo em clássicos. Assim, a liderança no grupo A segue com o time tricolor com 24 pontos, seis à frente do Penapolense. Antes de pegar o Ituano, a equipe do Morumbi estreia na Copa do Brasil contra o CSA, em Alagoas.


Com a derrota após seis jogos seguidos sem perder (quatro vitórias e dois empates), o Corinthians não se aproveita do tropeço do Ituano contra o Atlético Sorocaba para assumir a vice-liderança. Para piorar, Guerrero sentiu uma lesão na coxa esquerda quando tentava um ataque pela direita do campo e deixou o gramado do Pacaembu amparado por dois médicos.


O clássico

Neste domingo, Muricy Ramalho mostrou ter feito mistério à toa, uma vez que levou a campo o mesmo São Paulo da rodada passada, com exceção da mudança já esperada de Álvaro Pereira, de volta da seleção uruguaia, no lugar de Reinaldo. Mano Menezes, sim, tinha indefinições. E suas escolhas foram Renato Augusto no meio-campo (que ganhou a disputa com Danilo pelo lugar de Jadson, impossibilitado de atuar por questões contratuais) e Romarinho (apesar da recuperação de Paolo Guerrero) como parceiro de Luciano no ataque.


Foi Romarinho quem logo deu o tom de como seria a etapa inicial. O atacante corintiano arrancou com a bola dominada pela faixa esquerda e conseguiu invadir a área, mas, cercado por mais de um defensor, chutou direto para fora. A resposta são-paulina não tardou. No lance seguinte, ainda no primeiro minuto de jogo, o lateral direito Douglas arriscou arremate cruzado da ponta direita, e o goleiro Cássio agachou para agarrar a bola. O clássico seria movimentado.


Com três atacantes - Pabon aberto pela ponta direita, e não mais como um armador -, o São Paulo apertava a saída de jogo do Corinthians, enquanto o adversário contragolpeava, quando podia, com muita velocidade. Como aos seis minutos, quando um chutão para o alto criou indefinição entre Rodrigo Caio e Antônio Carlos, e Romarinho só não levou a melhor porque foi derrubado pelo primeiro zagueiro. A falta à direita da meia-lua seria uma boa oportunidade, mas Bruno Henrique bateu longe da meta de Rogério Ceni.


Pouco depois, porém, aos nove minutos, Romarinho cobrou escanteio pela direita, e a bola atravessou toda a àrea até chegar aos pés de Luciano. O novo xodó corintiano dominou, chutou cruzado e contou com desvio do zagueiro Antônio Carlos para abrir o placar do Pacaembu e comemorar com a torcida do Tobogã. Mas, após ter balançado a rede quatro vezes nas duas partidas anteriores, o jovem atacante não aumentou sua artilharia porque a arbitragem conferiu o gol como contra.


O desenho tático do Corinthians - com Renato Augusto e Luciano se revezando nas pontas, e Romarinho mais avançado - imediatamente se encolheu, à espera de botes certeiros de seu trio de volantes. "É natural", analisou Ralf (que tinha a companhia de Guilherme e Bruno Henrique), no intervalo, "você dar uma recuada quando faz 1 a 0 em um clássico. Só que a gente recuou muito e trouxe a equipe deles para cima da gente".


Com mais campo, o São Paulo foi chegando aos poucos. A primeira tentativa de empate saiu dos pés de Luis Fabiano. O centroavante dominou bola no peito, na entrada da área, e bateu à direita do gol de Cássio. Pabon também teve boa oportunidade, porém pegou mal demais na bola, enquanto Rodrigo Caio e Antônio Carlos quase alcançaram uma falta cobrada em direção à área. Mais tarde, foi a vez de Osvaldo ser acionado cara a cara com Cássio; o árbitro, no entanto, apontou impedimento.


A série de chances mal aproveitadas fez com que Muricy Ramalho perdesse a paciência aos 33 minutos, assim que Maicon errou um passe e foi obrigado a parar jogada, em falta que lhe custou cartão amarelo. O treinador reclamou com o meia, que quis se defender e retrucou. Coincidência ou não, o Corinthians teve dois bons suspiros ofensivos na sequência. Primeiramente, com tabela entre Romarinho e Uendel que obrigou Rogério Ceni a sair de carrinho do gol. Depois, em rápido contra-ataque de Romarinho bloqueado por Rodrigo Caio somente no bico da área.


O susto da torcida do São Paulo deu lugar à euforia aos 38 minutos. Ganso recebeu na intermediária e deu dois toques na bola. Um para ajeitar, e outro (de bico, com a perna esquerda) para colocá-la no ângulo esquerdo de Cássio. Um golaço que reacendeu a esperança visitante e tirou a calma dos donos da casa. Cássio foi xingado por cobrar mal um tiro de meta pela terceira vez seguida, e Mano Menezes acabou expulso pouco antes do intervalo por discutir com a arbitragem.


O Corinthians voltou do vestiário sem o meia Renato Augusto, substituído pelo atacante Guerrero, ao passo que o São Paulo trocou o volante Souza (que havia machucado o joelho direito na metade do primeiro tempo) por Wellington. Mal deu tempo para notar qualquer diferença tática. Ainda aos cinco minutos, após boa jogada de Douglas, Pabon cruzou rasteiro para Luis Fabiano desviar dentro da área, no meio do gol, e vazar o goleiro Cássio pela segunda vez na tarde.


"Põe o Jadson", gritou um corintiano na arquibancada, mesmo ciente de que Sidnei Lobo, auxiliar técnico do expulso Mano Menezes, não tinha o camisa 10 no banco de reservas. Mas a única substituição até então já seria suficiente para buscar a igualdade. Guerrero tentou aos oito e aos dez, mas só teve a insistência premiada aos 14 minutos. Após chute cruzado do peruano pelo lado esquerdo, Antônio Carlos contribuiu de novo com o Corinthians ao tirar a bola do alcance de Rogério Ceni: 2 a 2.


À medida em que a blitz corintiana foi perdendo gás, o São Paulo retomou a confiança em vencer. E, aos 33 minutos, após cruzamento de Osvaldo pelo lado esquerdo, Rodrigo Caio saltou para tocar de cabeça e salvar a pele de seu companheiro de zaga. O gol garantiria a vitória, o fim de um longo jejum da equipe sem vencer um clássico e, de quebra, atrapalharia o Corinthians na busca por uma vaga no mata-mata.


FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 X 3 SÃO PAULO

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Data: 9 de março de 2014, domingo

Horário: 16 horas (de Brasília)

Público: 29.119 pagantes

Renda: R$ 1.003.813,50

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira

Assistentes: Carlos Augusto Nogueira e Anderson Jose de Moraes

Cartões amarelos: Cássio e Luciano (Corinthians); Maicon, Antônio Carlos e Wellington (São Paulo)

Gols: CORINTHIANS: Antônio Carlos, contra, aos 9 minutos do primeiro tempo e aos 14 minutos do segundo tempo; SÃO PAULO: Paulo Henrique Ganso, aos 38 minutos da etapa inicial; Luís Fabiano, aos nove do segundo tempo e Rodrigo Caio aos 34.


CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Cleber, Gil e Uendel; Ralf, Guilherme, Bruno Henrique (Danilo) e Renato Augusto (Guerrero); Romarinho (Emerson) e Luciano. Técnico: Mano Menezes


SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Álvaro Pereira; Maicon, Souza (Wellington) e Ganso; Pabon, Osvaldo (Ademílson) e Luis Fabiano. Técnico: Muricy Ramalho

 

Busca

OUÇA AQUI SEU Mp3 Player

Banners Noticias

Please update your Flash Player to view content.

Vizualizações

Seja Bem Vindo
mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterOn Line Hoje264
mod_vvisit_counterOntem702
mod_vvisit_counterEssa Semana6758
mod_vvisit_counterLast week24157
mod_vvisit_counterEsse mês98615
mod_vvisit_counterLast month209660
mod_vvisit_counterTodos os Dias9918935
Faça seu cadastro e concorra ao bônus de R$ 50,00 Mensalmente a ser utilizado no Parque Neo Geo no Internacional Shooping Guarulhos! ou envie email para tvguarulhos@guarulhosempresas.com.br

MP3 Player - Músicas Nacionais


PopUp MP3 Player (New Window)

Clima Tempo


Newsflash

Visite um de nossos associados: Castelo Mágico e anucie voce tambem no melhor portal de Guarulhos

<script>

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){

(i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o),

m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m)

})(window,document,'script','//www.google-analytics.com/analytics.js','ga');

 

ga('create', 'UA-68677238-1', 'auto');

ga('send', 'pageview');

 

</script>